Bem-vindo ao site !

Séries: How to Get Away With Murder

By 3.6.15


Ainda estou tentando processar os acontecimentos do último episódio de How to Get Away With Murder. A série está em hiatus, e voltará para a segunda temporada na primavera.
 Durante os três dias que gastei para assistir seus quinze episódios, eu posso dizer que não queria parar e não pensei em largar nenhuma vez. A trama é cheia de reviravoltas emocionantes, personagens que surpreendem e claro, Viola Davis pra lá e pra cá, sendo a diva que você quer copiar.
Mas sobre o que é HTGAWM? Em tradução livre, "como sair impune de um assassinato" a série mostra o dia-a-dia de cinco estudantes de direito que são escolhidos pela professora Annalise Keating (Davis), para trabalhar com ela e conhecer sua rotina de advogada-que-coloca-pra-quebrar, defendendo os inocentes e os não-tão-inocentes também.

De início, as escolha dos alunos me fez desconfiar, porque Wes, um garoto novato que não sabia de nada (you know nothing, Wes) no primeiro dia de aula entrou como um extra no grupo. O bobão Asher também entrou. Assim como Laurel, Michaela e Connor, alunos pra longe do estereótipo de nerds.
Logo no início os flash-forwards começam. Algumas pessoas não gostam dessa técnica usada na narrativa, mas eu amei. A cada episódio, um pouco era revelado do que estava por vir. Basicamente, os cinco alunos acabam envolvidos num assassinato e ficamos sabendo disso no primeiro episódio. Parece um clichê de filme de universitários, mas a série conduz tudo de forma brilhante até as consequências de tirar o fôlego. 
Como eu disse antes, os personagens fogem do clichê. A principal, professora Keating é uma mulher cheia de facetas que vão surpreendendo o público conforme vão sendo reveladas. Do seu passado ao seu presente, ela é a força motora da série.
Mas os alunos também não ficam para trás. Mesmo o aparente clichê, Asher, o bobão, ganhou seu espaço no meu coração, assim como Laurel e Connor.

A série não é apenas um drama/thriller investigativo, ela traz questões pertinentes como racismo, religião, homossexualidade, casamento, abuso sexual, ética etc. Enfim, é uma daquelas histórias sobre tudo.
Garanto que ninguém vai se arrepender de assistir How to Get Away With Murder.

Você Também Pode Gostar

0 comentários